quarta-feira, 9 de julho de 2008

O bebé DODOT




A minha vizinha de baixo é um bocado parvita… além de estar sempre mal-humorada!
Já tinha falado nisto nuns post atrás(clicar no título).

Além de ser assim… não deve nada à beleza e esta casada com um grande totó. Quer dizer… um homem que usa risco ao meio não pode ter de mim qualquer tipo de respeito… ainda por cima casado com aquela simpatia… Penso muitas vezes que tudo tem uma razão de ser e que ao menos só se estraga uma casa.

Pois a minha vizinha começou a ficar muito irritadinha quando engravidou… então ás 10 da noite, lembrava o totó do marido ir tocar a minha campainha porque supostamente estava muito barulho na minha casa ( e estava tudo desligado em casa… e eu sozinha, televisão apagada a ler um livro).

A partir daí e de mais uns toques na campainha por nada… meti-lhe um cruz em cima… e é oficial que não a gramo. Por regras sociais … lá lhe digo “ bom dia”, “ boa tarde” , “ boa noite”, isto quando não consigo mudar de passeio a tempo ou quando não estou a tempo de fazer vista grossa descarada.

Pois passado uns meses a criança lá nasceu. Berrava durante a noite, como é normal… mas o que é irónico… é que ela tocava à campainha dezenas de vezes enquanto estava grávida porque eu andava de saltos em casa, e porque arrastava cadeiras as 10 da noite… e a mim, jamais me passaria na cabeça ir lá tocar, porque eram 3 da manhã e o miúdo não parava de chorar.

Eu cá nunca tinha visto o míudo….graçejava por se chamar “ Sebastião” (justamente o nome do meu cão… pouco mais), ouvia-o de vez em quando a chorar e pouco mais.
Hoje qual não é o meu espanto quando vejo umas das crianças mais bonitas de sempre… que era filho justamente da minha vizinha parvita! O puto sorria e todo ele iluminava! Parecia saído de um anúncio de faldas da DODOT… giro giro giro…louríssimo de olhos verdes! Estranho, estranho… é os pais serem morenos de cabelo e olhos escuros!

Se eu fosse má pessoa, diria que há um padeiro giraço lá na rua… e que me passou essa ao lado… Como não sou, … apenas digo que de dois trengos feiosos e maus humorados, pode sair um ser perfeito, lindo de morrer e simpatiquíssimo.

Ganhei o dia com a revelação e passei a ter fé no destino da humanidade.




3 comentários:

Ticha disse...

Eu digo sempre é como na matemática, sinal negativo com sinal negativo dá positivo, de dois trengos sai quase sempre uma "coisita" engraçada.

mardapalha disse...

A galinha da vizinha é sempre melhor que a minha... Quanto a crianças não conheço frases feitas.

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha,

O que só prova algo de irrefutável: as crianças são sempre LINDAS!!!

Hic Hic Hurra