sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

A Promisquidade e a Sonsice



Elas vinham em grupo, vestiam mini saias de pregas com tecido escocês, meias pelo joelho, sapatos altos, camisa atada a ver-se um umbigo. Elas atavam o cabelo com fitinhas fazendo "puxinhos".Elas tinham um chupa chupa numa mão e um copo de vodka na outra.


Elas dançavam alucinadas ao som de qualquer música, esfregavam-se ao chão, à parede, faziam tudo por tudo para chamar a atenção.


Elas provocam, mostravam as mini cuecas por baixo da saia, elas enrolavam-se umas as outras lançando olhares de lolita aos que estavam na pista. Elas davam espectáculo em grupo, vestiam-se de igual, elas estavam na discoteca para o tudo ou nada onde o Nada não era permitido.


Eles olhavam para elas com os olhos já trocados fruto de 10 vodkas em cima. Eles riam-se muito, eles metiam-se com elas apenas em grupo, pois tal como um lobo nunca ataca sozinho.

Elas eram vivaças, muito mais do que era suposto para a idade que tinham. Eles por sua vez eram toinos de todo. Elas tinham a escola toda, eles tinham apenas alcóol a mais.

Não era propriamente o melhor sitio para estar... não não era!

Aquele era o típica discoteca onde os putos se conheçem se uns ao outros ( putos todos maiores de 18 e com a idade média de 20 anos) onde é à discarada apalpões e atiranços. Nós portuguesas ( falo em nós mulheres apenas) não estamos preparadas para tal cenário, onde se ve" moranguitas" vestidas de pegas para sair a noite para cada lado que se olha.

Há um desiquilibrio imenso entre o comportamento durante o dia a noite, isso há.
Não sei se o que pesa mais no prato da balança se a promisquidade se a sonsice.

5 comentários:

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha,

Ainda assim, acho que prefiro os bons velhos tempos em que um tipo se deslocava aos bailaricos e, feito sonso, tentava engatar as garinas utilizando as velhas tácticas.

Eram outros tempos, do Sonsão e da Dalila (que era o nome da rapariga que nos dava troco).

Isto agora anda tudo mudado.

Modernices, é o que é!!!

Respeitosos cumprimentos, Exma. Senhora RabodeSaia, extensivos ao distinto marido (agora já se pode escrever isto)!

Hic Hic Hurra

MeriRosy disse...

heheeheh

Anónimo disse...

Epá isso parece a discoteca onde fui a semana passada e não achei assim tão mau. Até tive que recusar educadamente dois avanços devido à minha condição de comprometido... Se a música fosse melhor e o frio menor então não teria sido nada mau. Imagino um Bauhaus numa primeira sexta do mês com aquela frequência...

João J. disse...

Onde foi isto? Onde é isto? Onde vai ser isto? Tenho de lá ir ver e avaliar...

:) disse...

Maria, também podes ver isso no Algarve, em Vale do Lobo ...abundam! são mais que as mães!