terça-feira, 23 de outubro de 2007

"Piquenas" considerações em 5 pontos

O mundo socialaite é feito de “ piquenas” expressões que servem como o beijo unifacial para marcar a diferença e posicionar um Status.
Quem não sabe, está fora…quem pisou ardeu… e vá lá morar para Quinta da Marinha e dizer que tem uma “vivenda” e sem perceber porque tem um olhar de censura como se tivesse alguma doença altamente contagiosa por todos os que lá andam.
E como as revistas cor de rosa abundam e o dicionário “tiesco” está aumentar, não me admira nada que se junte ao mirandês, a quarta língua oficial do pais, logo a seguir a língua “bués ya” bastante difundido pela morangada.
Então, antes de mais….e para entrar no mundo “ tiesco” há algumas considerações a fazer…. !

Vamos ao primeiro ponto...A importância do nome!O nome próprio pode ser a morte do artista, a não ser que tenha a capacidade de com um nome tipo Sara Jessica se tenha a imaginação de colocar Cuca… que na prática não tem nada a ver… mas isso pouco interessa desde que se esconda qualquer tipo de documentação pessoal a vida TODA.
Para um homem, o nome próprio não tem tanta importância como para a mulher… o que conta mesmo é um apelido pomposo…um santos, oliveira tem a vida complicada, a não ser que coloque um “ e” ou um “de” lá no meio ( Manuel de Santos e Oliveira.. faz milagres!).
Mas a regra de ouro tanto para mulheres e para homens é que ... nomes com influencias “ afro” ou brasileiras estão completamente censuradas no meio. (Vanderlei, Karina, Edmilson, e afins...)

Ponto dois: A família.Quando quiser referir-se ao seu pai, mãe ou aos miúdos, não deve esquecer referir sempre:

- o pai ( nunca o meu pai)
-o mãe ( nunca a minha mãe)
- os Piquenos( as “crianças”)
- O Francisco, a Mimi ( referir sempre o resto da família pelo nome ou melhor, pelos diminutivos)
- A tia/ o tio ( os amigas da mae/ pais, são sempre " tias" / " tios")

Ponto três: As subsituições “ tiescas fundamentais”:

- Gorda ( LONTRA)
- Feia ( MONSTRA)
- Mala ( CARTEIRA)
- Calças de ganga (JEANS)
- Sem classe (PINDÉRICA)
- Estou chateada ( QUE MAÇADA)
- Não é isso, jamais ( DE TODO)
- Prenda ( PRESENTE)
-vivenda (MORADIA /CASA)
- lareira (SALAMADRA)
- empregada (CRIADA/” CRIADAGE”)
- muito (IMENSO)
- telefone (TUFONE /TEFONE)

Ponto quatro, as expressões de alegria ( “ tiescas”) fundamentais:

- É fácil… resume-se entre: Que fantástico! Que Máximo! Girissímo! ( que coisa tão linda!! Ou tão bonita… dá direito a censura grupal!)

Ponto cinco, as expressões “tiescas” decifradas:

- Que vestido medonho ( = que vestido caro!)
- O Bernardo anda com uma pindérica ( = o meu marido anda com uma galdédia).
- O Bernardo esteve a noite toda a fazer um relatório no computador( = o meu marido esteve a noite toda a consultar sites pornográficos).
- Aquele desporto de “ piquenos” giríssimos atrás da bola ( =futebol)
- Estive a tratar de uns assuntos ( =fui ao banco)
- Estou com uma enxaqueca horrenda ( = estou cheia de dívidas... e "dor de cabeça "é para pobre)
- Este perfume é óptimo ( = este perfume está em promoção)
- Comprei este camisola tigresse Gautier em Paris ( = fui a feira de Carcavelos e comprei lá uma camisola falsificada)
-Fui a Londres ( = Fui a Badajoz)
- o Piqueno da loja foi um querido ( = o tipo da loja, fez-me promoção num artigo!)

3 comentários:

João Morgado disse...

Ah, achei esta mensagem super divertida! Em parte original... fiquei bastante surpreendido com um facto que todos se lembram quando se debate o assunto das tias: Cascais.

Não referiste a Vila de Cascais propositadamente ou por esquecimento?

*
Joao

Vermouth disse...

LOLOLOL olha que tourada esta... Já vi que não posso morar na Quinta da Marinha :)

Anónimo disse...

Que máximo! Adorei o que escreveu. Maravilhoso. A piquena tem tanto jeito para a escrita! Adorei o comentário que fez no meu espaço. Vá dando notícias minha queria. Agora deixe-me ir andando que estou apertadissima de tempo. Beijo

Filipa