quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Como o macaco gosta de banana


O nosso José Cid vai no final da semana dar um espectáculo no Campo Pequeno e lembrei-me de retirar uma das músicas mais conhecidas ( "Como o macaco gosta de banana") e analisá-la:

Como o macaco gosta de banana,
Eu gosto de ti


Isto é supostamente uma canção de amor! Supostamente… cá está!!
O modo como o macaco gosta de banana é igual ao modo como uma pessoa com os copos “gosta” de outra numa discoteca. O macaco descasca a banana e come-a.. não faz amor com ela, ou estarei enganada? Se foi a coisinha mais romântica que CID conseguiu e se engatou uma miúda com esta música…. Certamente é porque, ela SIM gostará tanto de banana como o macaco... e porque não estava para poesias de meia noite, nem para um triagem séria!! Esta é a primeira verdade!

Escondi um cacho debaixo da cama
E comi, comi
Minha macaca gira e bacana,
O teu focinho é que não me engana


Com este é que me confundi… voltando a primeira estrofe para me orientar” como o macaco gosta de banana eu gosto de ti”, ok!! Segundo passo, supostamente é uma canção de amor!! O que significa isto? Além de comparar a mulher com uma macaca e que tem "focinho" e tal...( mas que é gira)… de fazer rimas de bacana com banana… ainda sugere que é um grunho que não sabe comer banana à mesa? E ainda por cima, vai para debaixo da cama… comer não uma banana, mas um cacho inteiro?? O que é isto?

Comparar-se com um macaco, até esta bem visto sim senhor! (até porque qualquer comparação com banana se não se tivesse assumido com o macaco… arruinaria a sua reputação).Agora mostrar à sua amada que é um javardo ( “escondi um cacho debaixo da cama, comi, comi”) . …ou então em termos metafóricos que fidelidade não é com ele… e que por isso, uma banana só não chega (tem que tem que ser um cacho inteiro…) isso já me parece grave!(
Já agora, excesso de banana causa prisão de ventre nunca ouviu falar??).

Isto, tudo bem é romantismo… dizer que a amada é uma “ macaca” é desculpado com o facto de dizer que é “gira e bacana!!” . Se bem que reflectindo e na ordem de palavreado poderia ter utilizado “ boa e bacana”...( a macaca é boa/ a macaca é bacana) e não destoaria no poema de amor, para a sua amada Macaca.

Pois se a macaca gosta de banana
Tu gostas de mim
Como o macaco gosta de banana
Eu gosto de tiiiiiiiiiiiiii


Aqui assume-se finalmente e utiliza a lógica… para se chegar à conclusão que vinha vindo a repetir ao longo do “ poema”. Eu macaco, gosto da macaca! (ou seja …somos feitos um para o outro porque gostamos muito de banana!)

Bom… o amor não só cego.. não, não!! O amor também é surdo principalmente quando é conveniente… e neste caso, ninguém dúvida pois não?!!?

6 comentários:

Ticha disse...

Lool, esta música é um clássico!
A letra é profunda, aliás o Cid estava no seu melhor quando criou esta letra...e de tão má que é entra no ouvido...Será que os jovens da altura gostava mesmo destas letras?!!

Ze_Porvinho disse...

Cara vizinha,

Em meu entender, esta música apenas tem um defeito: não foi criada por alturas da Revolução dos Cravos.

Já imaginaram como seria o Portugal de hoje se, em vez do Grândola Vila Morena do grande Zeca Afonso, as tropas tivessem marchado ao som do Macaco Gosta de Banana do José Cid?

Hic Hic Hurra

Rabodesaia disse...

amiga ticha,

eu acho que gostavam...!é grave... mas eu acredito que sim!


caro vizinho,

juntavamos ainda à musica o Ediberto Lima e o Macaco Adriano... e o rumo da história teria sido outro certamente!

Miss Lee disse...

pah, melhor que a banana, só mesmo as favas com chouriço... http://youtube.com/watch?v=PIyt-f_adqk&feature=related
"levantas-me da cama e tiras-me o pijama"...
Cid, esse clássico da música nacional...

Rabodesaia disse...

favas com chouriço.... é mais uma bela música com um letra de se tirar o chapeu...
as favas e o seu efeito ... altamente bombástico, deve-lhe ter afectado o sítio errado!

João Morgado disse...

Eu acho que gostam os três da bela da bananinha... o macaco, a miúda e o Cid!

Enfim...
*