terça-feira, 20 de novembro de 2007

Há quem entenda??

O que é que tens?”
“Estou doente! Estou mesmo mal!
” A voz por norma firme e máscula, estremece, faz pausa na frase e diz-me: “senti-me tão mal, mas tão mal, que pensei que ia morrer!!”

Passado uns segundos percebi do que se tratava…estar ali à minha frente não foi resultado de uma graça divina… nada disso! Mas ao “Imodium” que fez parar a diarreia causado por lulas recheadas estragadas!
Pois é...os homens quando estão doentes parece que vão morrer de seguida… têm uma tendência para exagerar… (ok.. dor de barriga, uma valente diarreia e vómitos = a morte certa!)

É talvez dos poucos momentos na vida em que já em fase adulta se permitem a descer do pedestal do “ macho”. O macho que muda pneus, que fura paredes e que é um ás de bricolage, que acarta “ nas calmas “ 2 garrafões de água de 5 litros, cada um, que bebe litradas de cerveja seguidas… no fundo mostra toda a sua fragilidade quando o termómetro sobe e o mau estar se instala.

Ai torna-se socialmente permitido tornarem-se “ filhinhos” e meninos da mamã de novo, seja lá a “ mamã” encarnada em quem for.
O macho que mostra frequentemente frágil é mal visto entre a classe e ou é gaysola ou poeta ( ou então é filho do Néné) , mas quando está “ doentinho” vira à fase embrionária em que tudo é permitido…. Até mostrar-se incapaz de dar um passo para mexer o rabo para o que quer que seja… e porquê? Ah é verdade, porque está doente!
( - "Puseste a descongelar os bifes?"
-Tu não vês que estou DOENTE??(..)
-Ah desculpa lá... mas não foste para o Colombo à tarde?!!!!?)

O macho doente, fala a bebé, precisa de mimo, porque acha que ter febre é sinónimo de morte certa. Já pensei seriamente se é fita pegada, ou então simplesmente a nossa resistência a dor é diferente da dos homens.... A verdade é que o período pós “mau estar” é vivido como uma experiência traumática… após isso, o amor a vida é tanto… que há que comemorar e voltar a mostrar a sua machesa!! ( o quê??Que tem estar a estar a comer isto? !!Casaco?!!! Eu não preciso de casaco para o frio nem chuva! ) Sem dúvida que depois de se resistir “ heroicamente” a uma gripe ou uma febre o homem muda…

Nós mulheres, abandonamos a idade dos Nenucos de uma forma brusca, quando brincar com bonecos“já não tem sentido”… mais tarde percebemos que jeito daria se tivéssemos prolongado essa fase mais uns aninhos, e se o tivéssemos escondido no fundo do armário.

Quem inventou os Nenucos só pode ser homem, isso e as panelinhas e os fogões para as meninas brincarem! Interesseiramente alguém criou para não haver dúvidas quanto aos papeis masculinos e femininos… “tu puto… toma lá um camião para brincares! Miúda… toma um Nenuco e aprende a mudar-lhe as fraldas!”

Mas voltando a história...O doentinho após ter saido do Colombo feliz e contente com sacos de roupa na mão, transmorfou-se em casa e pôs o seu ar mais infeliz um dia depois da experiência traumática de intimidade com a sanita a quem teve que a tratar por tu, várias vezes...

-"Então como estás hoje?" (perguntei eu)
-hum... mais ou menos!
-Na verdade...Estou péssimo!
-Doi-me as costas!Acho que foi por dormir de mais".

5 comentários:

Inspector Serôdio disse...

Goze, goze, mas eu queria vê-la com 37,2º de febre, o nariz entupido e a garganta assanhada!!!...

João Morgado disse...

37,2º de febre, o nariz entupido e a garganta assanhada ?

Isso é o pão nosso de cada dia das mulheres... ah, e acrescentemos a tudo isso o facto de ter de arrumar a casa, arrumar a roupa, fazer camas, fazer jantar, lavar a loiça e passar a ferro.

Gostei mesmo deste post! É que é isso mesmo que acontece!
Para comemorar as melhoras só mesmo umas lulas recheadas!!!

*
João

Ze_Porvinho disse...

Cara vizinha,

Isto de tocar nas mais profundas desgraças "homanhas" tem muito que se lhe diga.

Já não basta o nosso clube de futebol andar a fazer tristes figuras ou o patrão andar a chatear por isto ou por aquilo ainda temos de levar com a incompreensão da parceira face às nossas misérias?

Citando Confúcio: Um homem quando se queixa é porque a mais forte das tormentas se abateu sobre si.

Não sei bem se ele disse isso, mas se não disse deveria ter dito!

Tenho dito!

Hic Hic Hurra

Rabodesaia disse...

caros vizinhos,

(Inspector, J. Morgado e ze povinho)

Realmente estar doentinho ... é uma chatice...!E os homens tem uma manhas tramadas...!!!

quanto a si, vizinho zé, estou a ver que está batidissimo a boas desculpas!!;) não quer publicar umas no seu blog?

Inspector Serôdio disse...

Amiga vizinha,
Um destes dias respondo-lhe: publico um manual de como sobreviver àqueles vossos dias difícieis!...