sexta-feira, 16 de maio de 2008

O amor é bimbo!



Maio é o mês de Maria! O meu mês e de todas as Marias da terra. Já agora, de todas as Marias biológicas ou as trangénicas, porque assim foram “ carinhosamente” baptizadas pelo seu namorado/ marido, ou sei lá, por quem quiserem.

Chamarem “ Maria” à namorada quando ela se chama outra coisa qualquer é no mínimo piroso... (abro uma excepção se ela se chamar Sónia Andreia... ou Tânia Carina... porque isso é um acto caridoso... que só merece a nossa compreensão!).

Mas, mais importante do que o nome é o modo como se diz o nome…( “ óooooo Mariaaaaaa”… soa a empregada nortenha, “ óóooo Mariasinha” , soa à tia da aldeia que nunca casou e vende pirolitos à porta do ciclo… ) e isso faz-me pensar que chamar “ Maria “ à mulher é como vestir preto em todas as ocasiões ( “com preto nunca me comprometo”).

A nível de piroseira, só é ultrapassável quando a chamam de “ filha” ou pior muito pior “ PATROA”.

Eu confesso que fico com um ataque de caspa e com erupções cutâneas quando a conversa vai para a “ Patroa”... !!! “A minha patroa isto, a minha patroa aquilo! “ e então quando é dito por alguém com a faixa etária semelhante com a minha... eu estranho e não entranho!

É sempre bonito as manifestações anti-machesa, mas é preferível dividir-se responsabilidades em casa., a chamar “ patroa” à mulher! A mesma “ patroa” anda de avental enquanto ele esta no coça coça a ver a bola com os amigos enquanto as outras “patroas” ficam em casa. O típico que chama “patroa” é o mesmo que diz que quem manda em casa é a mulher, mas que quem manda nela é ele! O que é sempre motivo de Piada entre os amigos! A mim pessoalmente faz-me tanto rir, como fazia o Badaró!

Talvez “patroa” com o timbre certo, seja um upgrade ao “ óoo Mariaaaa” gritado da sala para a cozinha. Isto porque gritar “ ó patroa” ( da sala para a cozinha) traz-me uma jola, mostra muito mais reverência! Oh se mostra!!

Mas isso é só uma opinião... que pode ser refutável como o “ é fofinho chamar-se patroa”.... e quanto isso não tenho resposta... porque é ainda mais piroso e foleiro dizer que algo “ é fofinho”. Pois bem, fofinho é o pão Bimbo, e o Panrico, se não passar do prazo! Agora assim de repente… e pensando uns 4 minutos sobre isso… também não vejo nada de fofinho no “ patroa”…. Um “upgrade” ainda admito, quanto ao resto…não me lixem!

Depois há outros que as chamam de “ rainhas” o que também é bonito, e “ fofinho” se for analisado em si mesmo... mas quer dizer... uma rainha, pressupõe sempre um “ rei”.Chamar à sua namorada a sua “ rainha” é por vezes um auto-elogio, que aparece camuflado.

Tirando isso, gosto francamente dos petit noms que se atribuem…e ai permito-me em ser parola! Porque quando há amor tudo é permitido… e a bimbice faz parte, e eu gosto!

3 comentários:

Raquel Figueiredo disse...

O AMOREEEEEEEEEEEE É LINNNNNNNNNNNNDO !!!!!

Joao Morgado disse...

AHAHAH! Patroa é lindo...

João J. disse...

E o "oh linda"? Esqueceste-te desse.. se bem que há quem não goste.. parece que em certos sítios.. lindas são as vacas..