segunda-feira, 9 de abril de 2007

O Estágio

O Fim -de -semana, seria óptimo se aproveitássemos para carregar as baterias mas a verdade é que não é bem assim!

O fim-de-semana basicamente é por norma “cansativo”! É cansativo não fazer nada e o não fazer nada no limite é uma forma de cansaço não só físico como intelectual! Custa preparar a cabeça para não cumprir as ordens do relógio e dos hábitos impostos semanais e livrar de vez do piloto automático e repetitivo do dia-a- dia.

Depois de uma vida agitada durante a semana inteira chega por fim a oportunidade verdadeira do “livre arbítrio” de ou nada fazer ou fazer um monte de coisas que não se fez durante a semana inteira. Podem apenas ficar no campo das promessas, dos “ses” mas anda-se 5 dias a pensar na sexta á noite e no fim-de-semana que temos pela frente, 2 dias da semana a recuperar do mesmo, um dia a pensar que “ amanha já é quarta”, outro dia a pensar “ amanha já é quase fim-de-semana” e finalmente chega o último dia em que se pensa que bastam uma horas para sair!

O facto de termos esta “escolha” de poder passar um fim-de-semana santo ou de um fim-de-semana hiper agitado com grande folia social faz igualmente o mesmo… um cansaço durante a semana toda, ou então uma desculpa pelo menos até á quarta feira para justificar as olheiras e os atrasos matinais. As desculpas mais frequentes são: dormi tanto que estou mole! Ou então, este fim-de-semana dormi tão pouco que ando toda ensonada!
As desculpas seguintes é que a semana já vai a meio, depois que está quase a terminar… e gera-se um leque de desculpas colectivas e socialmente aceites.

A verdade é que vamos normalmente de um extremo ao outro com uma grande rapidez! E por isso se vê os desportistas de fim-de-semana que parece que vão ter um ataque cardíaco de tanto esforço que fazem a correr, os saudáveis de fim-de-semana que se rejubilam com folhinhas de alface ou saladas de Rúcula, os anti-gravata e anti-fato de trabalho e que se rendem ao … fato de treino e á vida saudável quando se desgraçam em Mac Donald’s a semana inteira, ou por contradição, os rebeldes do fim-de-semana que optam por serem os reaccionários da vidinha sem sal da semana e que entram em estágio automático de bebida, noitadas e tabaco mal chega as 6 da tarde de sexta feira, como se o mundo fosse acabar daqui a uma hora! Colocam a sua roupa mais fashion e perdem a pose de “ doutor”!

E reflectindo o nosso hábito do café tão português, tem a ver sobretudo com isso! Tomar café, não é somente um acto social para escapar durante 5 minutos ao trabalho que está a monte na secretária , umas três vezes ao dia… mas sobretudo para “ camuflar” a nossa natureza “ sorna “ e “ pacholas”.

E por tudo isso...o café expresso torna-se o nosso maior amiguinho ( pouco colorido) apaixonamo-nos interesseiramente por ele, não só pelo seu sabor, mas também por aquilo que nos proporciona que é disfarçar a nossa natureza "sorna".

4 comentários:

Ticha disse...

Ah e tal o despertador não tocou...Ah e tal os vizihos fizeram barulho até tarde...Ah e tal deixei-me dormir...Ah e tal preciso de um café para acordar...E viva o café expresso tuga, o melhor café do mundo, o nosso.

Anónimo disse...

Uma Amiga comum recomendou-me o teu Blog pela qualidade que tem.
Da leitura integral que fiz de todos os teus textos reconheço que têm muita qualidade.
Vou continuar a ser uma leitora interessada e dou-te os parabéns.
Maria Leonor

Ze_Porvinho disse...

Cara rabodesaia,

O que vale é que eu, nessas coisas, sou altamente coerente. As noitadas de bebidas não se iniciam, no meu caso, às sextas. Eu cá é logo a aviar, de forma constante e precisa, desde o início da semana, de forma ininterrupta e brutal.
E comigo a desculpa é: ah, e tal, vou beber para esquecer; ah, e tal, vou beber para me recordar; a, e tal, vou beber para me esquecer do que tinha de recordar; ah, e tal, vou beber para me recordar do que esqueci; ah, e tal, vou beber por beber; ah, e tal (estado de coma, mas devido aos bebes)...

Hic Hic Hurra

Anónimo disse...

Então Maria, ainda não me dás liberdade para expressar as minhas opiniões? Já reparaste que assim só tu vais usufruir dos meus comentários?
Queres viver numa redoma de vidro, só com os teus amiguinhos, sem mais valia nenhuma?
Onde está a melhoria contínua que podes adquirir ouvindo as opiniões dos outros?
Abre os olhos Maria!!!
o ANÓNIMO