segunda-feira, 2 de junho de 2008

Amy Winehouse: de bestial a besta vai um pulinho

Nunca percebi bem a idolatria aos artistas quer sejam eles quem forem!
Nunca percebi o que leva alguém a passar mais de 40 horas à espera de um lugar estratégico num concerto… o que leva alguém a chorar baba e ranho só porque tocou na manga do casaco de um artista qualquer…

Mas pronto … eu nunca fui adolescente normal nesse sentido…nem nunca cheguei a ter posters no quarto ou a forrar livros com a cara de alguma actor mega brasa ou de ser fã de tal forma, que vê-los ao “ vivo “ fosse a minha razão de viver!

Fiquei assustada quando vi miúdas a dizer na TV a propósito dos Tokio Hotel… que estavam lá há não sei quantos dias a dormir na rua, porque aquele era o sonho delas
( vê-los!!) O look andrógino e o cabelo à Son Goku do vocalista leva as miúdas
( principalmente as miúdas) ao delírio… eu cá ficava encantada com o Brad Pitt… as miúdas hoje em dia ficam com aquele esquisitóide…está certo, está!

Pois bem… não admira que esses gajos se sintam deuses… porque na realidade tem fãs que os vêem como deuses! Qualquer porcaria que façam é perfeita!

E por falar em porcaria, não vi o “ concerto” possível da Amy Winehouse no Rock in Rio. Vi as imagens e percebi que foi lamentável.
Talvez para a normalidade, fosse um insulto um artista aparecesse em palco na situação em que ela se encontrava… mas para os que a viram, não foi de todo decepcionante.

Decepcionante seria aparecer em estado sóbrio e ter um comportamento muito alinhavado. Talvez isso é que lhe dê pontos por agora… a sua alienação pelo mundo, a sua imagem despreocupada... o seu look irreverente . Enquanto a imagem pega, tem sorte…

Durante o espectáculo, pediu desculpas disse que deveria ter cancelado o espectáculo… mas a sua “ sinceridade” valeu-lhe a compreensão do público por 40 minutos de atraso (por causa de ter feito birra por causa da cor do verniz das unhas... a Ivete Sangalo, lá a safou!) pela fraca prestação … e o público entrou em êxtase!

O que leva uns artistas a serem apedrejados e outros igualmente com fraca prestação consigam a compaixão dos que fizeram quilómetros para a ver, que gastaram 2 mesada num bilhete… para assistir a um concerto de porcaria?

As expectivas.

Quando as expectativas são altas… há revolta quando fracassam, quando são baixas… tudo o que vem é bom! E quanto a ela julgava-se que já não aparecesse... logo, aparecer, já é por si excelente!

Enquanto Amy ainda está nas boas graças, enquanto a sua loucura é sinónimo de genialidade, irreverência e excentricidade… é bom que aproveite…

Há uma margem que é difícil de entender que é quando os artistas passam de bestial a bestas. Quando é que se dá o volte face de uma situação dessas?

O que era fixe e um máximo, passa a ser péssimo e censurável! E ás vezes a própria crítica que os levava em ombros é depois também a primeira a carimbá-los de fracassados! E por isso é que há estrelas que nunca chegam a ser cadentes, que desaparecem assim como apareceram... que são fracas e o sucesso lhes sobe à cabeça, que se esquecem das suas raízes, que se deixam apanhar em malhas complicadas, que são consumidas por parasitas..e que por e simplemente anulam o seu talento!

Já para não falar do público que em casos como estes, de fenómenos recentes… é vira casacas completo e é por modas… ( temos imensos exemplos desses).
De bestial a besta vai um pulinho…é sempre assim.




3 comentários:

Inspector Serôdio disse...

Tinha ouvido uns zuns zuns sobre o flop da Amy no concerto, mas só agora - e aqui! - vi o que aconteceu: patético!!!

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha,

Vou deixar de conviver com as artistas antes dos espectáculos!

Mas o que querem?

Vi o nome da rapariga e fiquei logo em transe!

Depois ela também gosta de vinho... a coisa proporcionou-se...

E deu nisto...

Hic Hic Hurra

Anónimo disse...

Um artista que se embebeda antes dos cocertos, é uma falta de respeito para quem paga! O grande Paul Dianno, vocalista dos IRON MAIDEN, devido aos problemas com aloól e drogas acabou por ser expulso do grupo, enfim...eram outros tempos! O Rock in Rio devia mudar o nome para Pimpa in Rio, devido à péssima qualidade. O género musical que mais devia estar representado, o rock, em sentido lato, (rock n roll, punk rock, hardrock e hevy metal) é o que está consubstanciado num menor número de bandas. QUANDO É QUE VÊM A PORTUGAL OS AC/DC? OS MOTORHEAD? OS SAXON? OS WASP? OS EUROPE? Quando vêm os grupos que marcaram uma geração, nos anos 80? Deixem-se de palhaçadas... lennys kravitzes, amys não sei das quantas, tokios hotéis...Mas o que é isto? Pelo menos, o ano vai ficar marcado com a maior banda da história da humanidade, os IRON MAIDEN!