domingo, 3 de junho de 2007

De Grote Donor Show



“Manela, afinal era mentira! “ O olhar era desolador e triste, como de uma criança que se confronta com o facto do Pai Natal e do coelhinho da Páscoa, serem apenas fruto de uma fantasia. No seu gabinete presidencial em Queluz, a cadeira de “ boss” rodava imparável acompanhando o desalento do director Moniz, enquanto assistia ás imagens na televisão do canal holandês BNN! Como era possível?

Acabava por perder mais um reality show de grande audiência, que poderia arrecadar à estação de Queluz os primeiros lugares do sharing nacional, e milhares de euros de publicidade! Depois de horas, dias, semanas perdidas, com os seus acessores, com o louraço alemão Piet Hien , com a sua Manela, a preparar com os juristas da estação o discurso invocando “ serviço público” e um “ programa de grande interesse nacional”, afinal… foi a fundo perdido! O programa afinal era uma fraude e pior do que isso: todos sabem agora!

O programa era nem mais nem menos do que “ o Grande Dador” ( De Grote Donor Show)! E secretamente Moniz já afiava as unhas para trazer para cá o Reality show directinho Holanda. Na Holanda o prémio final do reality show era um “ rim”. Os candidatos eram doentes renais em lista de espera para um órgão, enquanto o dador era o jurí que decidia que era o justo merecedor!

Semanas antes, comentava com a Manela:
-Estes Holandeses são uns sacanas bem inteligentes! O Piet Hien já me garantiu que o programa era nosso e que poderíamos adaptar à realidade Portuguesa! Manela, desta vez joguei alto com ele: Prometi-lhe que a Xaninha nunca mais era protagonista da novela da noite!
Propus-lhe que então fizéssemos o programa mais audaz: “O Grande Dador Célebre”!
( parou durante uns segundos para enfatizar isto!) e oferecíamos nada mais nada menos do que uma doação de cérebro a uma celebridade Portuguesa!
Vai ser canja arranjar uns quantos… uma viagem paga ao Brasil e uma capa na “ LUX” e está feito! Á classe política já tenho o Mário Lino em vista e prometo-lhe que indo para o nosso programa deixará de mandar as maiores calinadas nacionais…! É irrecusável, Manela!
- Zequinhas e quem será o dador?
- O dador será um dos cromos que ficou em na lista de reserva da “ Bela e o Mestre”. Temos lá uns putos com potencial, já me estive a informar que nunca chumbaram na vida e que reconhecem a fotografia do Fidel Castro e da Isabel Figueira. Por isso à partida são mais ou menos normais.
( As lágrimas corriam no rosto um do outro fruto da admiração mútua. A Manela estava orgulhosa do maridão! E o maridão orgulhoso pela grande ideia que teve!)

A notícia caiu assim como uma bomba e o zequinha e a Manela passaram para o lado de lá e sentiram na pele a intrujice, aldrabice, falsidade, impostura e desonestidade dos “ grandes irmãos” holandeses, que lhes tinham passado a perna.

Afinal eram todos actores e de “ reality” o programa não tinha nada! Uma falsidade! Uma coisa era terem feito pela calada, e só alguns saberem que era mentira ( que é o normal). Outra coisa era assumirem isso, e lhe terem estragado o negócio da sua vida: o maior programa de “ serviço público” logo a seguir à “ Bela e o Mestre!”.
O “ Grande Dador” morreu ali em solo Holandês! Sorte que casalinho Moniz não abriu a boca e andou a espalhar a notícia pelo 24 horas e pelo Tal e Qual de que tinha o programa quase comprado…( só a mim claro!) senão suspeito que quem teria não só o cérebro, mas a cabeça a prémio, seriam eles.

8 comentários:

João J. disse...

Estou.. chocado. Não tinha conhecimento deste programa. Acho que acima de tudo.. é desumano, estar a brincar e ganhar dinheiro com coisas tão sérias como a saúde, e especialmente com a falta dela. Depois disto... só posso imaginar que qualquer dia se façam execuções ao vivo, em que o condenado poderá adiar a sua execução até ao próximo programa, e ser o próprio a escolher o modo (cadeira electrica, injecção letal, enforcamento). Já nem vou dormir bem hoje...

Inspector Serôdio disse...

Cara Sr.ª Engª,

Muito bom, sem dúvida (sobretudo a imaginar a beiçola da Manela face ao logro!).

Mas, se não é indiscrição, e perdoando a ignorância deste eng., sabendo eu que V. Exa. possui já o mestrado em engenharia de sistemas e eu uma mera licenciatura (se bem que emitida a um Sábado, às 23.45h), poderia informar-me como consegue inserir no blog vídeos?

Antecipadamente grato pela atenção dispensada.

Rabodesaia disse...

Caro engenheiro,

Para publicar um vídeo basta:

copiar o que está no " embed" no you tube, e copiá-lo para a zona de texto do blog.

;)

Ticha disse...

Mery, como sabes aqui não consigo ver videos, mas conto ver assim que puder...por um lado o programa de algum mau gosto, se bem que por outro lado um cérebro novo para o "amiguinho" das obras públicas não era nada mal pensado...

Inspector Serôdio disse...

Sempre a aprender!

Ze_Porvinho disse...

Caras vizinhas (comentário colectivo para poupar papel, ao abrigo da famosa orientação do nosso Chefe, lá na aldeia),

A ir para a frente a delicada operação que pretendem realizar, devo adverti-las do enorme risco de haver uma rejeição.

É que o órgão doado não se irá, certamente, adaptar ao novo dono e este, por seu turno, não saberá o que fazer quando se apanhar com alguma massa encefálica...

Temo, assim, pela sobrevivência do cérebro. Seria deitar um órgão aparentemente em bom estado para a rua da amargura. E isso não se faz!

Hic Hic Hurra

Rabodesaia disse...

Engenheiro zé,

Esse caso de rejeição... talvez não tenha sido previsto pelo zequinha e pela Manela!

Mas, imagino que isso não seria um " problema" para eles, bem pelo contrário... audiência máxima de sempre com direito a directos TVI do hospital nos intervalos da telenovela.

Ze_Porvinho disse...

Cara Engenheira rabodesaia,

Bom, se o "choubizenesse" assim o exige, já não digo nada.

No entanto, é público e notório que qualquer Ministro da Nação só tem miolo quando come pão às refeições!!!!

Hic Hic Hurra